Rodrigo Calixto

Xiloteca Brasilis 7
Xiloteca Brasilis 7
Xiloteca Brasilis 7
Xiloteca Brasilis 7
Xiloteca Brasilis 7
Xiloteca Brasilis 7

Xiloteca Brasilis 7

2011

Colecionar tem muitos objetivos. De possuir os objetos de desejo, de preservar a memória, de exibir as variações sobre um tema. Uma coleção também tem seu valor afetivo, sua importância histórica, algumas vezes científica, mas na maioria das vezes encanta pela variedade e beleza dos itens.

Pensando em seu fino trabalho com marcenaria e sua devoção à matéria-prima do seu dia a dia, o artista plástico e designer carioca Rodrigo Calixto desenvolveu a Xiloteca Brasilis. Literalmente definida como uma coleção de madeiras, esta xiloteca vai muito além do colecionismo tradicional.

A obra, uma seleção de – inicialmente – 45 cubos de madeira (7 x 7 x 7cm) com o nome da espécie gravado – suspensos em uma leve estrutura de acrílico, abrange um amplo espectro de definições e sentidos. Podemos, ao mesmo tempo, defini-la como uma obra de arte, um objeto cheio de grafismos, uma escultura e uma peça interativa de design contemporâneo.

Ou ainda, um registro científico de árvores raras, que pouco são vistas por aí. Talvez uma aula de biologia, que nos impressiona ao mostrar que a madeira pode, naturalmente, ter cores como um tom roxo escuro ou amarelo intenso, assim como pesos, texturas e cheiros diferentes.

Pela dificuldade de se reunir algumas espécies (muitas delas não são mais vendidas comercialmente) em quantidade e bom estado para serem trabalhadas, foram produzidas pouquíssimas unidades numeradas e assinadas da Xiloteca Brasilis.

Como bom colecionador, Rodrigo Calixto encontrou algumas das madeiras em demolições, e também trouxe amostras de suas viagens pelo país – uma delas vem de uma tribo pataxó, na Bahia.

A escolha do formato cúbico, para o formato das peças, não foi aleatória. Ela evidencia os três cortes da madeira (topo, radial e tangencial) que trazem marcas da estrutura e da “memória” da árvore, facilitando seu reconhecimento e também estudo.

Mais do que o conjunto em si – e o valor de ser praticamente exclusivo – a Xiloteca Brasilis promete mais novidades para seus compradores, ao longo do tempo. Uma das promessas de Calixto é completar os espaços vazios com novos cubos, novas espécies de madeira, que chegarão pelo correio a partir de cada nova “descoberta” do artista. Como os cubos são removíveis e podem ser reorganizados na estrutura, a cada entrega uma surpresa e mais uma experiência táctil e visual.

    Ficha Técnica

  • Artista: Rodrigo Calixto
    Obra: "Xiloteca Brasilis 7"
    Ano: 2009
    Dimensões: cubo 7cm x 7cm x 7cm | estrutura 156cm x 56cm x 7cm
    Tiragem: 7 unidades por edição + 2 P.A
    Edições: 4 séries

    Materiais

  • Madeira maciça e acrílico

  • Técnicas

  • Marcenaria tradicional